Pessoas ao redor de caixão coberto com a bandeira dos EUA em uma sala com estátuas (© Olivier Douliery/AFP/Getty Images)
Pessoas prestam condolências e cercam o caixão da juíza da Suprema Corte Ruth Bader Ginsburg enquanto ela é velada no Capitólio dos EUA em 25 de setembro (© Olivier Douliery/AFP/Getty Images)

Os americanos estão de luto pela morte da juíza da Suprema Corte dos EUA, Ruth Bader Ginsburg, que faleceu em 18 de setembro.

Ruth foi velada na Suprema Corte nos dias 23 e 24 de setembro, após uma cerimônia privada com sua família e membros da Suprema Corte.

Pessoas observam um caixão situado entre duas colunas de prédio (© Jose Luis Magana/AP Images)
Um casal presta condolências enquanto o corpo da juíza Ruth Bader Ginsburg é velado no prédio da Suprema Corte dos EUA em 24 de setembro. Ruth, 87, morreu de câncer em 18 de setembro (© Jose Luis Magana/AP Images)

Os participantes enalteceram Ruth como um exemplo para mulheres de todas as idades. O presidente da Suprema Corte, John Roberts, disse que sua vida “foi uma das muitas versões do sonho americano”.

Ruth foi a segunda mulher a servir na Suprema Corte. Durante seu mandato de 27 anos, ela foi defensora da igualdade racial e de gênero.

Em 25 de setembro, o corpo de Ruth foi velado no Salão Nacional de Estátuas do Capitólio dos EUA, a primeira mulher a receber a honraria reservada a oficiais, juízes e líderes militares americanos.