As consequências do fim do embargo de armas contra o Irã

O embargo de armas das Nações Unidas imposto ao Irã expira em outubro. Se não for prorrogado, o Irã poderá fornecer armas que geram conflitos como os do Líbano e do Iêmen. As armas podem ser usadas para atacar Israel ou a Arábia Saudita.

Sem o embargo, o Irã pode vender armas em todo o mundo a ditadores como Nicolás Maduro na Venezuela.

Saiba quais seriam as consequências de não haver uma prorrogação do embargo.