Os terroristas do Estado Islâmico enfrentam um problema constante de encolhimento que não podem resolver… e o problema só piora.

Isso porque a cada dia eles têm menos tanques, veículos blindados e esconderijos para aterrorizar as pessoas.

Como parte dos esforços para desgastar e destruir o Estado Islâmico, ataques aéreos diários da coalizão global anti-Estado Islâmico, por meio da Operação Determinação Inerente*, continuam a destruir o arsenal militar do grupo no Iraque e na Síria.

As últimas estatísticas do Departamento de Defesa destacam as perdas de equipamentos militares e logística do Estado Islâmico:

(Departamento de Defesa)
(Departamento de Defesa)

A coalizão global anti-Estado Islâmico de mais de 60 países — inclusive cinco países árabes — continua a prejudicar o Estado Islâmico com ataques aéreos, apoio logístico coordenado e mensagens. O grupo terrorista mata civis periodicamente, vandaliza e saqueia o patrimônio cultural e chega até a negar comida a quem passa fome*.

Entre os países árabes que estão realizando ataques aéreos contra o Estado Islâmico estão Arábia Saudita, Jordânia, Bahrein e Emirados Árabes Unidos.

*site em inglês