Competição esportiva ajuda atletas judeus a se conectarem com seu legado

A cada quatro anos, os melhores atletas judeus de todo o mundo se reúnem em Jerusalém, Tel Aviv e Haifa para competir nos Jogos Maccabiah — comumente conhecidos como “Olimpíadas Judaicas”. Esses Jogos, que começaram em 1932, são organizados pela União Mundial Maccabi*, organização esportiva judaica internacional que abrange cinco continentes.

A 20a edição dos Jogos Maccabiah**, que se realiza de 4 a 18 de julho, inclui cerca de 9 mil atletas representando mais de 70 países. Eles competem em todas as modalidades olímpicas esportivas além de algumas outras, inclusive críquete e netball.

Dois homens jogando futebol (© Lior Mizrah)
Os EUA jogam contra a Inglaterra em uma partida de futebol em Jerusalém em 9 de julho (© Lior Mizrah).

Ao contrário de eventos esportivos como as Olimpíadas, os Jogos Maccabiah têm uma missão central que gira em torno da identidade judaica.

A equipe dos EUA participa em seu próprio programa obrigatório de sete dias denominado “Israel Connect” (Conexão Israel, em tradução livre). O curso intensivo sobre História e Cultura Israelense foi elaborado para ajudar os atletas americanos a apreciar sua herança.

Antes do início dos Jogos, a delegação dos EUA visita locais históricos e culturais. Os atletas visitam a antiga fortaleza de Masada, o Mar Morto, Yad Vashem (memorial oficial de Israel para lembrar as vítimas do Holocausto) e o Kotel (Muro das Lamentações ou Muro Ocidental).

Os organizadores afirmam que o programa permite que os atletas americanos se conheçam como americanos e como judeus. Muitos atletas formam vínculos duradouros, “e esse clima de apoio e camaradagem faz uma diferença real no desempenho nos campos de jogos”, declararam os organizadores do Maccabi EUA.

O atleta Americano Eli Dershwitz, 21, de Sherborn, Massachusetts, está competindo em esgrima masculina. Para Dershwitz, que competiu na equipe dos EUA nos Jogos Olímpicos do Rio, curtir Israel enquanto faz novos amigos é um destaque dos Jogos Maccabiah.

“As realizações atléticas podem ser esquecidas”, diz ele, “mas espero que as conexões que os atletas fazem uns com os outros (…) durem toda a vida”.

Atletas de todas as idades e que possuem uma gama de habilidades competem nos Jogos Maccabiah. Além da categoria “aberta” para os melhores atletas de cada país, há também categorias para juniores, masters (atletas mais velhos) e atletas paralímpicos com deficiência física e intelectual.