Conheça seis profissionais de saúde atuantes nas linha de frente Covid-19

Para Dareen, que estudou Enfermagem através de uma bolsa de estudos da Usaid em Cairo, testemunhar o sofrimento causado pela falta de profissionais de saúde em muitas partes do mundo durante a pandemia da Covid-19 a ajuda a ver o valor que agrega como profissional de saúde.

Ao financiar a capacitação para profissionais de saúde e fornecer recursos para hospitais, investimentos em saúde global da Usaid têm colocado o mundo em uma posição mais forte à medida que ameaças de doenças infecciosas surgem, como a que combatemos hoje.

O governo dos EUA continua a liderar o mundo como o doador mais generoso para seus países parceiros na luta contra a Covid-19.

Continue a ler para conhecer mais sobre Dareen e outros cinco profissionais de saúde ao redor do mundo que receberam apoio da Usaid e estão agora nas linhas de frente da resposta à Covid-19.

Agente de saúde comunitária na Índia

O vídeo a seguir está em inglês:

Ranita Maibam é agente de saúde comunitária em Manipur, Índia. Ela é uma dentre milhares de profissionais de saúde ao redor do país que estão trabalhando incessantemente para conter o surto do coronavírus.

Uma capacitação virtual fornecida pela Usaid a imbuiu do conhecimento necessário para ajudar sua comunidade a combater a Covid-19. Agora, a fim de conscientizar sua comunidade, ela faz demonstrações de como lavar as mãos adequadamente, explicando como a Covid-19 é transmitida e distribuindo sabão e máscaras de proteção facial.

“Tenho orgulho de ser enfermeira, assumindo um papel e uma responsabilidade como líder, mentora, colaboradora, educadora, inovadora”, disse ela.

Desde março, a Usaid tem capacitado cerca de 40 mil profissionais de saúde sobre prevenção e resposta à Covid-19 nos 12 estados onde a agência implementa programas, beneficiando diretamente 2,5 milhões de pessoas na Índia.

Enfermeira na Colômbia

O vídeo a seguir está em espanhol:

Jenny Esperanza Peña Guerrero é enfermeira no Hospital Universitário Erasmo Meoz em Cúcuta, Colômbia.

Cidade que faz fronteira com a Venezuela, Cúcuta foi reconhecida como uma área crítica para o tratamento de pacientes com Covid-19. O hospital foi preparado para o atendimento a pacientes relacionados ao surto da Covid-19 graças à doação de tendas por parte da Usaid, que permitiu a expansão do hospital.

“Creio que fomos a primeira instituição a ficar pronta graças à Usaid”, disse Jenny.

A Usaid continua a dar apoio aos esforços colombianos para melhorar a saúde de comunidades ao longo da fronteira com a Venezuela.

Agente de vigilância sanitária no Afeganistão

O vídeo a seguir está em inglês:

O médico Hizbullah Jalil lidera a equipe do Ministério de Saúde Pública do Afeganistão que investiga casos suspeitos de Covid-19. “É um privilégio para mim servir meu povo durante este período difícil”, disse ele. “Continuarei a trabalhar arduamente até que o último paciente esteja livre da Covid-19.”

Em 2019, ele era um dos seis médicos afegãos enviados à Índia para capacitação em doenças infecciosas como parte do projeto da Usaid denominado Sistema de Alerta Precoce de Doenças. Atualmente, todos os seis estão ajudando o Ministério de Saúde Pública em sua resposta à Covid-19. “Minha educação e a capacitação em liderança através do programa de bolsas de estudo da Usaid me prepararam para este momento”, afirmou.

Em abril, enquanto investigava até 80 casos suspeitos por dia, o dr. Jalil testou positivo para Covid-19. “Felizmente, [após] passar três semanas em quarentena, estou de volta ao campo e ao lado de meus outros colegas, lutando contra a doença mortal e ajudando nosso povo”, disse ele.

Cirurgião e inovador em Israel

O vídeo a seguir está em inglês:

O médico Yoav Mintz é cirurgião no Centro Médico Hadassah Ein Kerem em Jerusalém, Israel. Com o apoio da Usaid, sua equipe desenvolveu um respirador de código aberto para salvar pacientes com Covid-19.

“Desenvolvemos este respirador como uma máquina de código aberto, tendo em mente o conceito de possuir peças de baixo custo e fáceis de encontrar em época de crise”, disse o dr. Mintz.

Como resultado, equipes médicas de países diferentes podem baixar e usar o código aberto para desenvolver seus próprios respiradores. Essa pesquisa e esse desenvolvimento não teriam sido possíveis sem o apoio da Usaid.

Primeira vice-ministra do Ministério da Saúde da Geórgia

O vídeo a seguir está em inglês:

A médica Tamar Gabunia é agente do Ministério da Saúde da Geórgia e trabalha com fornecedores de assistência médica a fim de prepará-los para a resposta à Covid-19 na Geórgia. Ela atribui o apoio da Usaid nos últimos 15 anos à melhoria do sistema de saúde e da infraestrutura de vigilância de saúde pública no país.

“Hoje contamos com a ajuda de profissionais de saúde que receberam muitas sessões de capacitação úteis e de alta qualidade com programas apoiados pela Usaid”, disse ela. No início de sua carreira, a dra. Tamar trabalhou com a Usaid por oito anos na Geórgia e em outros países, inclusive Camboja, Filipinas, Vietnã e Ucrânia. “Agora estou feliz de poder usar essa experiência em meu próprio país”, disse ela.

“A experiência na Usaid me ajudou a entender a importância de equipar as pessoas com as habilidades e as competências necessárias para que possam se cuidar e gerar comunidades resilientes”, disse ela.

Enfermeira no Egito

O vídeo a seguir está em inglês:

Dareen é residente de Enfermagem no Hospital Nile Badrawi no Cairo. Ela estudou Enfermagem através de uma bolsa de estudos da Usaid, que incluiu oficinas sobre como lidar com situações difíceis.

Agora ela está na linha de frente da resposta à Covid-19 no hospital. “O que estou fazendo para lutar contra a Covid-19 é auxiliando nos casos suspeitos, ajudando com seus diagnósticos, ajudando a mantê-los isolados”, disse ela.

A bolsa de estudos de Dareen a preparou para cuidar de pacientes e se manter forte em face de uma crise.

“Em tempos como este, todo estresse e pressão podem chegar a ser maiores do que uma pessoa pode suportar”, disse ela. “As sessões de capacitação em liderança que recebi por meio da minha bolsa de estudos me ensinaram lições como consciência e gratidão pelas bênçãos que tenho em minha vida, que me ajudaram a retomar minhas atividades e a manter minha saúde mental sob controle para que eu pudesse continuar cuidando de meus pacientes.”

Uma versão deste artigo da Usaid apareceu no Medium*.

* site em inglês