Kim Jong Un e o presidente Trump se cumprimentam em frente a bandeiras dos EUA e da Coreia do Norte (© Evan Vucci/AP Images)
(© Evan Vucci/AP Images)

Cúpula histórica entre EUA e Coreia do Norte

O presidente Trump se reúne com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em 12 de junho em Cingapura. Visite esta página frequentemente para acompanhar as atualizações.

EVENTOS RECENTES

Fazendo história

Mãos seguram documento assinado (© Saul Loeb/AFP/Getty Images)
(© Saul Loeb/AFP/Getty Images)

Leia a declaração conjunta entre os EUA e a Coreia do...

Kim Jong Un e o presidente Trump caminhando e carregando documentos (© Anthony Wallace/AP Images)
Após uma cúpula histórica em 12 de junho em Cingapura, o presidente Trump e o presidente Kim Jong Un assinaram uma declaração conjunta. Leia aqui.

A cúpula entre os EUA e a Coreia do Norte — a primeira de todos os tempos — marcou um evento memorável na história dos dois países. O presidente Trump e o presidente Kim Jong Un adotaram medidas para superar décadas de tensões e dar início a um novo futuro de paz, prosperidade e segurança para a Península Coreana e o mundo.

“Estamos muito orgulhosos do que aconteceu hoje”, disse o presidente Trump na cerimônia realizada em 12 de junho para a assinatura de uma declaração conjunta entre os dois países. “Isto envolveu muita boa vontade, muito trabalho, muita preparação. Quero agradecer a todos em ambos os lados. O secretário [Mike] Pompeo e todos os seus homólogos, eles foram absolutamente fantásticos.”

Trilhando um novo caminho

Dois homens andando por corredor (Casa Branca)
(Casa Branca)

Os dois líderes se reuniram a sós antes de suas delegações se juntarem a eles para uma reunião. Eles assinaram uma declaração conjunta em que o presidente Trump se comprometeu a fornecer garantias de segurança para a Coreia do Norte, e Kim reafirmou seu compromisso em completar a desnuclearização da Península Coreana.

Trabalhando juntos

Dois homens sentados na frente de bandeiras e estante (Casa Branca)
(Casa Branca)

“Sei que teremos um tremendo sucesso juntos e resolveremos um grande problema, um grande dilema que, até agora, não pôde ser resolvido. Eu sei que, trabalhando juntos, vamos fazer com que isso seja solucionado”, disse o presidente Trump.

Duas mãos se juntam para um cumprimento em frente de bandeiras (© Evan Vucci/AP Images)

Atualizações direto de Cingapura

Do púlpito e sob um letreiro em que se lê "Cúpula de Cingapura", homem discursa para uma multidão (© Win McNamee/Getty Images)
(© Win McNamee/Getty Images)

“O objetivo principal que buscamos da diplomacia com a Coreia do Norte não mudou”, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, em uma coletiva de imprensa em 11 de junho em Cingapura, antes da cúpula programada para ser realizada entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e Kim Jong Un.

“A completa, verificável e irreversível desnuclearização da Península Coreana é o único desfecho que os Estados Unidos aceitarão”, afirmou o secretário.

Trump se prepara para se reunir com o líder norte-coreano

 Donald Trump ladeado por guardas militares (© Mark Wilson/Getty Images)
(© Mark Wilson/Getty Images)

“A desnuclearização da Península Coreana daria início a uma nova era de prosperidade, segurança e paz para todos os coreanos — do Norte e do Sul — e para pessoas de todos os lugares”, disse o presidente Trump em entrevista coletiva em 7 de junho após reunião com o primeiro-ministro japonês, Shinzō Abe, na Casa Branca.

Em 12 de junho, Trump se reunirá com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em um hotel na Ilha de Sentosa, em Cingapura. O local está com a segurança reforçada para a chegada dos dois líderes.

Trump e Abe atravessam palco do lado de fora da Casa Branca em frente a pessoal da imprensa (© Andrew Harrer/Bloomberg/Getty Images)
O presidente Trump, à esquerda, aperta a mão de Shinzō Abe, primeiro-ministro do Japão, após uma coletiva de imprensa na Casa Branca (© Andrew Harrer/Bloomberg/Getty Images)

Na conferência de imprensa de 7 de junho, o presidente Trump agradeceu ao primeiro-ministro Abe, dizendo: “Nossa parceria foi inestimável para alcançar este importante momento, e continuaremos em estreita comunicação nas próximas semanas.” Trump também agradeceu ao presidente da Coreia do Sul, Jae-in, por sua ajuda.

Em uma coletiva na Casa Branca no final daquele dia, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse: “O presidente Trump está esperançoso, mas também vai a essa cúpula com os olhos bem abertos.”

“Já vimos quantos acordos inadequados foram feitos no passado. E você pode ter certeza de que o presidente Trump não tolerará um mau acordo”, disse o secretário.

Pompeo disse que, durante todo o processo, os Estados Unidos se unificaram com o Japão e a Coreia do Sul em resposta às ameaças da Coreia do Norte. Ele disse acreditar que a Coreia do Norte compartilha uma visão mais positiva para o futuro.

“Estamos ansiosos para estar em Cingapura em poucos dias”, disse Pompeo.

Rows of people in costume with arms raised (© AP Images)

Linha do tempo da história diplomática da Coreia do Norte e dos EUA

A cúpula desta semana entre os EUA e a Coreia do Norte não é a primeira tentativa de levar a paz à Península Coreana. Confira esta breve linha do tempo das relações diplomáticas entre EUA e Coreia do Norte

(© AP Images)