Devemos trabalhar juntos como nunca

Presidente Biden discursa de pé atrás de um púlpito (© Evan Vucci/AP Images)
O presidente Biden disse à Assembleia Geral da ONU em 21 de setembro que os Estados Unidos se dedicam a trabalhar com outras nações para enfrentar desafios globais (© Evan Vucci/AP Images)

Os Estados Unidos estão empenhados em trabalhar com parceiros visando enfrentar os desafios globais e promover um futuro mais seguro e próspero, disse o presidente Biden a líderes mundiais*.

Em discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas em 21 de setembro, Biden disse que o mundo enfrenta uma “década decisiva” e deve unir forças para pôr fim à pandemia da Covid-19, promover a segurança da saúde global, enfrentar a crise climática e construir um futuro melhor para todos.

“Nossa segurança, nossa prosperidade e nossas próprias liberdades estão interconectadas como nunca, em meu entender”, disse Biden. “E, assim, acredito que devemos trabalhar juntos como nunca.”

Os Estados Unidos estão comprometidos com os princípios fundamentais da ONU de proteger os direitos humanos e a dignidade, disse Biden, salientando que esses valores trouxeram maior paz e prosperidade no final do século 20 e permanecem vitais até hoje.

“Os Estados Unidos estão prontos para trabalhar com qualquer nação que se apresente e busque resoluções pacíficas para desafios comuns”, disse Biden. Ele chamou o compromisso dos Estados Unidos com a parceria de “totalmente consistente com a missão das Nações Unidas”.

Tuíte:
Presidente Biden:
Em Nova York para a Assembleia Geral da ONU. Vamos ao trabalho. @POTUS

Para enfrentar a crise climática, Biden exortou as nações a levarem suas “ambições mais elevadas” para a Conferência sobre Mudanças Climáticas da ONU, que começa em 31 de outubro em Glasgow. E anunciou que seu governo está tentando duplicar o financiamento visando ajudar países em desenvolvimento a combater as mudanças climáticas. Em parceria com outros doadores, o aumento ajudará a mobilizar US$ 100 bilhões em financiamento dos setores público e privado, disse Biden.

Biden também destacou o trabalho dos EUA com o Covax, a parceria internacional dedicada a garantir o acesso equitativo a doses de vacinas em todo o mundo. Os Estados Unidos já forneceram mais de US$ 4 bilhões para o Covax e doaram mais de 160 milhões de doses de vacinas para outros países. As doações fazem parte de um compromisso assumido pelos Estados Unidos de distribuir mais de 1,1 bilhão de doses de vacinas a países em desenvolvimento, sem compromissos.

Com o objetivo de estimular a recuperação econômica global, os Estados Unidos e outras nações do Grupo dos Sete Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão e Reino Unido estão apoiando projetos de infraestrutura em países em desenvolvimento. Os projetos da Parceria Reconstruir um Mundo Melhor vão atender às necessidades dos países anfitriões, empregar trabalhadores locais e seguir elevados padrões ambientais e de trabalho, disse Biden.

Os Estados Unidos também vão comprometer US$ 10 bilhões para acabar com a fome em todo o mundo.

Biden disse que os Estados Unidos e seus parceiros democráticos buscarão garantir que a inteligência artificial, a computação quântica e outras tecnologias emergentes apoiem ​​os valores democráticos em vez de permitir a repressão.

“O futuro pertencerá àqueles que abraçam a dignidade humana, não àqueles que a pisoteiam”, acrescentou. Embora os Estados Unidos não sejam perfeitos, Biden disse que o país se esforçará para viver de acordo com seus ideais. “A democracia continua a ser a melhor ferramenta que temos para liberar todo nosso potencial humano.”

* site em inglês