“Independente do que mais estiver acontecendo, abordar a situação difícil dos sírios deve permanecer no topo de nossa agenda”, afirmou Samantha Power, representante permanente dos EUA nas Nações Unidas.

Em 31 de março na Cidade do Kuwait, capital do Kuwait, durante a Terceira Conferência Internacional de Compromisso Humanitário em favor da Síria*, Samantha Power anunciou o compromisso feito pelos Estados Unidos de quase US$ 508 milhões a mais* para ajudar o povo sírio, o maior que os EUA realizaram até hoje para enfrentar a crise humanitária na Síria,

“Mesmo que a região esteja convulsionada por muitos outros desafios graves, não devemos nunca nos acostumar com o sofrimento do povo sírio”, declarou a representante permanente.

SyriaCrisis_portuguese
Os Estados Unidos lideram todas as outras nações em ajuda humanitária ao povo sírio (© AP Images)

Mais de 12,2 milhões de sírios necessitam de ajuda emergencial, inclusive mais de 5 milhões de crianças afetadas pela violência, pela fome e por doenças. Dentro da Síria, 7,6 milhões de pessoas foram deslocadas, e 3,9 milhões fugiram para países vizinhos.

“Os vizinhos da Síria têm demonstrado uma generosidade notável ao acolher os refugiados, e nós os exortamos fortemente a manter suas fronteiras abertas”, afirmou Samantha Power.

O total da assistência humanitária dos EUA* desde o início do conflito sírio em março de 2011 supera US$ 3 bilhões. Os Estados Unidos continuam a ser o maior doador de ajuda humanitária às pessoas afetadas pela crise na Síria.

Os Estados Unidos enviam esta ajuda para o tratamento de mais de 2 milhões de pacientes em hospitais e clínicas, e para alimentar cerca de 7 milhões de pessoas.

“Hoje, estamos apelando a mais países para que intensifiquem o apoio a esforços como esses, e aos países que já fizeram contribuições generosas para que façam mais”, disse Samantha Power. “A maior crise humanitária em uma geração exige a resposta de uma geração.”

Organizações humanitárias estão contribuindo para que a ajuda chegue até o povo sírio. Se você quiser ajudar, você pode fazê-lo através de grupos como o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho**.

*site em inglês

** site em inglês, espanhol, francês e árabe