EUA, Canadá e México lançam candidatura histórica para Copa do Mundo de 2026

Pela primeira vez, a Copa do Mundo — o maior evento do esporte mais popular do mundo — poderá ser disputada em três países.

Normalmente, um país é selecionado para sediar o torneio de futebol mundialmente conhecido, que é jogado a cada quatro anos. Mas com a Copa do Mundo em expansão em 2026, Estados Unidos, México e Canadá anunciaram uma proposta conjunta para sediar os 80 jogos do torneio.

A Fifa, órgão dirigente do futebol internacional, decidirá em 2020 onde será realizada a Copa do Mundo de 2026.

“Acreditamos que este é um sinal extremamente positivo e um símbolo do que podemos fazer juntos unificando as pessoas”, disse o presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos, Sunil Gulati.

Decio de María, presidente da Federação Mexicana de Futebol, disse que é um motivo de orgulho* se juntar aos EUA e ao Canadá como candidatos. Ele observou que se a proposta for aceita, o México será o primeiro país a ter sido anfitrião de três Copas do Mundo. O México sediou em 1970 e 1986.

Se sua proposta for aprovada, os EUA vão realizar 60 jogos, enquanto o México e o Canadá, 10 jogos cada. Os EUA foram anfitriões de uma Copa do Mundo que bateu todos os recordes de público em 1994, e a Cidade do México conseguiu atrair 87 mil torcedores para o seu histórico Estádio Azteca na abertura.

Os detalhes das cidades-sede para 2026 ainda não foram anunciados, mas a parte dos Estados Unidos da licitação dependeria dos gigantescos estádios de futebol americano, nos estados de Massachusetts, Texas e Califórnia.

Além de seu Estádio Azteca, o México oferece espaços futuristas em Monterrey e Guadalajara.

O Canadá espera receber 56 mil torcedores durante os jogos no Estádio Commonwealth, em Alberta, renovado antes da Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2015.

A Copa do Mundo da Fifa de 2014 realizada no Brasil atraiu 3,2 bilhões de telespectadores em todo o mundo. A Copa do Mundo de 2026 será o primeiro torneio desde que a Fifa ampliou a participação de seleções de 32 para 48 nações.

Com 80 jogos em três países, haverá muito o que explorar.

Este artigo se baseia em reportagens da Associated Press.