EUA combatem a Covid-19 em todo o mundo [atualizações periódicas]

Pessoas em trajes de proteção limpam área vedada protegida por plástico (Força Aérea dos EUA/Aviador sênior Milton Hamilton)
Aviadores da Força Aérea dos EUA descontaminam uma unidade de isolamento de uma aeronave após o transporte de um paciente que poderia portar uma doença infecciosa para a Base Aérea de Ramstein, na Alemanha, em 8 de maio (Força Aérea dos EUA/Aviador sênior Milton Hamilton)

Este acervo contínuo de fotos, tuítes (no idioma original) e artigos dá a dimensão do compromisso assumido pelos EUA de combater a Covid-19 em todo o mundo. Haverá atualizações frequentes.

3 de Junho

2 de Junho

1 de Junho

29 de Maio

28 de Maio

Atualmente, existem 30 programas irmãos do COVIDsitter em 21 estados nos EUA e mais no Canadá, no Reino Unido e no Sudão. Voluntários estão ajudando profissionais de saúde que combatem a Covid-19 a gerenciar o que acontece na linha de frente do tratamento da epidemia. 

Mulher usando máscara segura pacote. Atrás dela, há um homem fazendo sinal de positivo com as duas mãos (© COVIDsitters)
Daniel Eleyahouzadeh (à direita), voluntário do programa COVIDsitter na cidade de Nova York, realizou tarefas para a médica Neelam Khan (à esquerda) depois de ela trabalhar seis turnos diretos tratando de pacientes com o coronavírus. Ele também entregou um traje de proteção para ela dar ao médico que a substituiria no próximo turno (© COVIDsitters)

27 de Maio

Os Estados Unidos continuam liderando a resposta humanitária mundial em relação à Covid-19, com um compromisso de mais de US$ 10 bilhões destinados a combater a pandemia em todo o mundo. “Não há país que rivalize remotamente com o que os Estados Unidos têm feito para ajudar a combater esse terrível vírus”, disse o secretário de Estado, Michael R. Pompeo.

Gráfico de barras compara a resposta global da ajuda à Covid-19 por parte da China, US$ 2 bilhões, e dos EUA, US$ 10,2 bilhões (Depto. de Estado)
(Depto. de Estado)

Assista a este vídeo para ver como os EUA estão trabalhando como parte integrante da comunidade internacional visando descobrir opções de tratamento, compartilhar pesquisas e criar parcerias para derrotar a Covid-19. O setor privado, instituições acadêmicas e agências governamentais dos EUA estão se unindo a seus aliados na luta unificada contra o novo coronavírus.

Profissionais da saúde recolhem material da boca de paciente enquanto outras pessoas observam (@ AP Images)
O vírus da Covid-19 afetou a vida das pessoas em todo o mundo, mas o mundo está se unindo através de parcerias. Empresas de tecnologia estão produzindo novos testes inovadores (© AP Images)

26 de Maio

A divulgação de dezenas de milhares de estudos sobre o coronavírus nos Estados Unidos está permitindo que especialistas em todo o mundo utilizem a inteligência artificial (IA) visando acelerar a busca por uma cura para a Covid-19.

22 de Maio

21 de Maio

20 de Maio

Doadores dos EUA de todas as principais religiões estão ajudando a combater a Covid-19 dentro e fora do país. Diversas comunidades religiosas dos Estados Unidos estão montando hospitais de emergência, entregando refeições em todo o país e apoiando pequenas empresas ao redor do mundo.

Pessoas em pé entre tendas (© Mary Altaffer/AP Images)
Equipe médica trabalha em hospital de campanha da organização religiosa humanitária Bolsa do Samaritano para atender pacientes com Covid-19 no Central Park de Nova York em 1º de abril (© Mary Altaffer/AP Images)

19 de Maio

Enquanto dezenas de universidades americanas estão trabalhando em vacinas e estudos para orientar a luta contra a Covid-19, outras entidades também estão fornecendo equipamentos e talentos para ajudar as comunidades locais.

Mulher e homem trabalham em laboratório trajando equipamento de proteção (© Carlos Osorio/AP Images)
Os estudantes de Medicina da Universidade Estadual Wayne Lucia Luna-Wong, à esquerda, e Michael Moentmann trabalham como voluntários em um centro de testes para a Covid-19 em Detroit, no dia 24 de abril. O centro atende policiais, bombeiros, motoristas de ônibus e outros trabalhadores essenciais (© Carlos Osorio/AP Images)

18 de Maio

Pesquisadores americanos estão unindo forças com cientistas de todo o mundo para encontrar soluções que ponham fim à pandemia da Covid-19. A colaboração varia de experimentos visando adaptar uma vacina contra o sarampo até a prevenção da Covid-19 e também esforços para entender como os anticorpos do sistema imunológico humano atacam o coronavírus.

Pessoa usando traje de proteção examina algo por meio de um microscópio (© Mongkolchon Akesin/Shutterstock)
Cientistas dos EUA estão colaborando com cientistas de Áustria, França, Hong Kong, Israel e outros lugares na corrida para barrar a Covid-19 (© Mongkolchon Akesin/Shutterstock)

15 de Maio

Vigaristas em todo o mundo estão tentando lucrar com os temores sobre Covid-19 recorrendo a profiláticas e curas falsas. Eles roubam dinheiro de suas vítimas e espalham informações erradas. O Departamento de Justiça dos EUA está trabalhando para acabar com essa fraude.

Ilustração mostra martelo de juiz apoiado em laptop com desenho promovendo uma vacina em sua tela (Depto. de Estado/D. Thompson)
(Depto. de Estado/D. Thompson)

Pesquisadores do Instituto de Biocomplexidade da Universidade da Virgínia ganharam da Fundação Nacional de Ciência, do governo dos EUA, uma subvenção no valor de US$ 10 milhões a fim de mapear casos do novo coronavírus e prever como as comunidades serão afetadas. Cientistas e epidemiologistas do instituto liderarão equipes de várias outras instituições usando ferramentas de computação de grandes volumes de dados (big data). Esses dados permitem que os especialistas vejam como o comportamento humano afeta a propagação da doença.

Homem de pé ao lado de quadro branco (© Dan Addison/Universidade da Virgínia)
O cientista da computação Madhav Marathe lidera uma equipe do Instituto de Biocomplexidade da Universidade da Virgínia (© Dan Addison/Universidade da Virgínia)

14 de Maio

Tradicionalmente, muçulmanos fazem um esforço especial para aumentar suas atividades beneficentes durante o Ramadã. A Covid-19 não mudou isso para muçulmanos americanos. Leia suas histórias.

Pessoas usando máscaras carregam caixas para carros (© Paul Hennessy/NurPhoto/Getty Images)
Voluntários da Sociedade Islâmica da Flórida Central distribuem comida no dia 9 de abril em Orlando, Flórida (© Paul Hennessy/NurPhoto/Getty Images)

13 de Maio

Os Estados Unidos estão na vanguarda da segurança da saúde global. Clique neste link para assistir a um vídeo sobre como a liderança dos EUA na luta contra o HIV, a zika, o ebola e outras doenças preparou a comunidade internacional para responder melhor à pandemia da Covid-19.

A pesquisa para desenvolver vacinas e tratamentos para a Covid-19 continua de maneira incessante nos Estados Unidos (© AP Images)

Acadêmicos de todo o mundo que já fizeram parte do Programa Fulbright do Departamento de Estado estão usando sua experiência para ajudar suas comunidades durante a pandemia da Covid-19.

Homem segura protetor facial (Cortesia: Elvis Rivera)
Duas vezes ex-aluno da Fulbright, Elvis Rivera exibe um dos protetores faciais que produziu para profissionais de saúde em Honduras (Cortesia: Elvis Rivera)

12 de Maio

Empresas americanas de pequeno e grande porte estão rapidamente mudando suas linhas de produção que ajudam a combater o novo coronavírus. Clique neste link para assistir a um vídeo sobre como trabalhadores americanos estão ajudando profissionais médicos a se manterem protegidos contra a Covid-19 dentro e fora do país.”

Uma empresa americana baseada na Califórnia está usando drones para transportar testes de diagnóstico da Covid-19 entre a zona rural de Gana e duas das principais cidades do país. A Zipline International Inc. é um exemplo das inúmeras empresas privadas dos EUA que estão tomando medidas para enfrentar a crise do coronavírus internacionalmente. Mas é a primeira vez que drones são usados com o intuito de entregar amostras de testes para Covid-19, segundo reportagens da imprensa.

10 de Maio

9 de Maio

8 de Maio

O governo dos EUA está fornecendo milhões de dólares, além de capacitação e suprimentos para ajudar a mitigar a disseminação da Covid-19 nos países das Américas Central e do Sul. Um total de mais de US$ 73 milhões foi fornecido ao Continente Americano em resposta à pandemia.

Guarda em hospital de campanha da Universidade de Honduras em 16 de abril (© Orlando Sierra/AFP/Getty Images)
Guarda em hospital de campanha da Universidade de Honduras em 16 de abril (© Orlando Sierra/AFP/Getty Images)

7 de Maio

Quando os americanos buscam por dados sobre a Covid-19, o sistema de saúde pública dos EUA fornece. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) reúnem dados, monitoram mudanças nos padrões patológicos e fornecem diretrizes de segurança para prevenir infecções. Seus especialistas também colaboram com colegas estrangeiros para rastrear novos casos.

Mulher usando jaleco e luvas examina frasco (© David Goldman/AP Images)
A microbiologista Molly Freeman extrai bactérias de um frasco em um laboratório que pesquisa surtos de doenças transmitidas por alimentos nos Centros de Controle e Prevenção de Doenças em Atlanta (© David Goldman/AP Images)

6 de Maio

Os Estados Unidos estão fornecendo quase US$ 40 milhões para ajudar os países das ilhas do Pacífico a prevenir e controlar a Covid-19. Nos últimos 20 anos, os Estados Unidos investiram mais de US$ 5 bilhões em assistência às ilhas do Pacífico, com mais de US$ 620 milhões em saúde na última década, segundo o Departamento de Estado.

Mulher segurando bebê (© Laszlo Mates/Shutterstock)
EUA ajudam as nações das ilhas do Pacífico a responder à Covid-19, incluindo assistência a centros de saúde como este em Vanuatu, em foto de maio de 2019 (© Laszlo Mates/Shutterstock)

5 de Maio

4 de Maio

Os EUA estão fornecendo mais de US$ 110 milhões para ajudar países no Oriente Médio e na África do Norte a combater a Covid-19, inclusive Síria, Iraque, Jordânia, Líbia, Líbano e Marrocos, bem como a Cisjordânia. Isso melhorará a detecção e a prevenção da doença, aumentar a capacidade laboratorial e possibilitar o tratamento de pacientes. Os EUA também estão fazendo parceria com grupos humanitários a fim de dar suporte a programas de higiene e saneamento de água.

Caixas em van com as portas traseiras abertas, ambulância parada perto (DVIDS/Foto: cortesia)
Veículos no nordeste da Síria, em 27 de março, carregados com suprimentos médicos, parte dos esforços dos EUA e da coalizão para prevenir e tratar a Covid-19 em prisões e hospitais do país (DVIDS/Foto: cortesia)

1 de Maio

“Os EUA são os principais parceiros da Associação das Nações do Sudeste Asiático quando se trata de investir em saúde. Um novo auxílio emergencial de US$ 35 milhões dos EUA está ajudando países da Asean a responder à Covid-19. Essa ajuda faz parte dos investimentos de longo prazo dos EUA a fim de melhorar a saúde pública na região.”

Mãos enluvadas segurando a mão de outra pessoa e uma lanceta (© Tatan Syuflana/AP Images)
Profissional de saúde coleta amostra de sangue para um local de teste rápido de coronavírus em 21 de abril na Indonésia, um dos países da Asean que trabalha com os EUA na resposta ao coronavírus (© Tatan Syuflana/AP Images)

30 de abril

Diana Berrent foi uma das primeiras pessoas em Port Washington, Nova York, a testar positivo para a Covid-19. A esperança de que ela conseguisse superar a doença e que seus anticorpos pudessem potencialmente salvar outras pessoas inspirou a fotógrafa a fundar o Survivor Corps  a fim de exortar sobreviventes da Covid-19 a doar sangue e plasma. Suas doações ajudam os pesquisadores médicos a entender melhor a doença e podem ajudar os pacientes a obter tratamentos mais eficazes.

Selfie de mulher na frente de uma das unidades do Hemocentro de Nova York (© Diana Berrent)
(© Diana Berrent)
O Departamento de Estado está fazendo sua parte para manter os EUA seguros e as cadeias de suprimentos funcionando com comunicação aberta.


29 de abril

28 de abril

27 de abril

A pandemia de coronavírus está inspirando pessoas em todo o mundo a ajudar suas comunidades. Alguns desses paladinos locais são ex-alunos de programas do Departamento de Estado dos EUA, que utilizam sua liderança e habilidades para ajudar as pessoas necessitadas.

Mulher em laboratório fazendo anotações enquanto conversa com outra pessoa (© Thomas Angus)
Jessica Wade, física, trabalhando como voluntária do Serviço Nacional de Saúde de Londres entrega remédios e alimentos para pessoas em risco de Covid-19 (© Thomas Angus)

24 de abril

23 de abril

Os Estados Unidos são os maiores doadores mundiais para a saúde pública global, doando bilhões de dólares a cada ano para combater doenças como HIV/Aids, ebola, malária e, agora, Covid-19. Esse compromisso com a saúde pública global permanece firme enquanto os EUA investigam o fato de a Organização Mundial da Saúde (OMS) falhar ao fornecer informações precisas e oportunas sobre o surto de coronavírus em Wuhan, China.

Gráfico mostra que os EUA alocaram US$ 775 milhões para combater a Covid-19 em todo o mundo (Depto. de Estado)Começa a caça por uma vacina para prevenir a doença Covid-19. Saiba mais sobre essa e outras pesquisas para desenvolver vacinas.

Mão enluvada levanta ampola de caixa contendo várias outras (© Andrew Caballero-Reynolds/AFP/Getty Images)
A ampola vista aqui em 20 de março contém uma potencial vacina para a Covid-19 desenvolvida na empresa Novavax em Rockville, Maryland (© Andrew Caballero-Reynolds/AFP/Getty Images)

O Departamento de Defesa dos EUA doou US$ 1,1 milhão em suprimentos de laboratório e diagnósticos para dezenas de países parceiros na África, na Ásia, na Europa e na América do Sul. O Departamento tem um longo histórico de combate a contágios em todo o mundo.

Mulher usando luvas cor de rosa e equipamentos de proteção de cor lavanda coloca garrafas tampadas em um recipiente grande (Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA/Sargento Michael Walters)
Misook Choe, do Departamento de Doenças Infecciosas Emergentes do Instituto Walter Reed do Exército, realiza um teste enquanto faz pesquisas sobre a Covid-19 (Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA/Sargento Michael Walters)

Os Estados Unidos continuam trabalhando em estreita colaboração com parceiros democráticos no Leste Asiático para ajudar a conter o novo coronavírus.

Pessoas com máscaras em pé atrás de caixas (© Sam Yeh/AFP/Getty Images)
Joseph Wu, ministro das Relações Exteriores de Taiwan, ao centro, gesticula durante uma cerimônia de 15 de abril em que Taiwan doou cerca de 100 scanners térmicos infravermelhos a seus aliados diplomáticos (© Sam Yeh/AFP/Getty Images)

22 de abril

Os EUA estão ajudando nações europeias a combater a Covid-19, contando com parcerias de longa data a fim de melhorar a prevenção e a detecção de doenças em todo o continente.

Pessoas em trajes de proteção paradas perto de caminhão de bombeiros (DTRA)
Autoridades da Geórgia que receberam capacitação (acima) e equipamentos da Agência de Redução de Ameaças à Defesa dos EUA estão combatendo a propagação da Covid-19 na Geórgia (DTRA)

21 de abril

Veja como o espírito de voluntariado dos americanos está prosperando durante a pandemia da Covid-19.

Pessoas próximas a pilhas de mantimentos, empacotando-os (© John Minchillo/AP Images)
(© John Minchillo/AP Images)

20 de abril

19 de abril

17 de abril

Os Estados Unidos e seus aliados da Otan estão ajudando nações aliadas e parceiras a combater a Covid-19 em dois continentes.

16 de abril

O governo dos EUA está fornecendo equipamentos, capacitação e milhões de dólares aos países africanos para ajudá-los a combater a propagação do coronavírus.

Ilustração da África com um esboço de mãos se estendendo em direções opostas através do continente (© Adiyatma/Shutterstock)
(© Adiyatma/Shutterstock)

15 de abril

14 de abril

13 de abril

Os Estados Unidos estão alocando US$ 225 milhões adicionais para a luta global contra a Covid-19, fortalecendo seu compromisso de barrar a pandemia global.

Gráfico afirma que os EUA alocaram mais de US$ 1 bilhão para a luta contra a Covid-19 e o ebola (Depto. de Estado)
(Depto. de Estado)

11 de abril

10 de abril

Cientistas dos EUA estão perto de desenvolver uma vacina (acima) para manter o mundo protegido da Covid-19.

Uma cientista trabalha em um laboratório na Moderna Therapeutics, empresa de biotecnologia, em Cambridge, Massachusetts (© David L. Ryan/Boston Globe/Getty Images)
Uma cientista trabalha em um laboratório na Moderna Therapeutics em fevereiro. A Moderna está conduzindo testes de uma possível vacina para a Covid-19 (© David L. Ryan/Boston Globe/Getty Images)

9 de abril

Desde o início da pandemia da Covid-19, os Estados Unidos já forneceram mais de US$ 18 milhões em saúde emergencial e assistência humanitária aos países da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean).

Gráfico mostra mãos tocando a bandeira da Asean e a imagem do coronavírus dentro de um sinal de proibido (Depto. de Estado)
(Depto. de Estado)

8 de abril

7 de abril

Instituições de caridade dos EUA estão doando milhões de dólares para impedir a disseminação da Covid-19, financiando pesquisas sobre novas terapias e ajudando cidades em todo o mundo a melhorar a detecção e o tratamento da doença

O povo americano se importa com o povo da China. Enquanto a República Popular da China enfrentava a pandemia da Covid-19 no início deste ano, empresas americanas entravam em ação para fornecer assistência, ajuda emergencial e esforços de contenção ao país.

Aeronaves enfileiradas com 'Fedex' pintado na cauda (© Greg Campbell/AP Images)
A FedEx diz que sua experiência e rede de agências que abrange mais de 200 cidades chinesas permitem que a empresa envie rapidamente doações e suprimentos para as pessoas (© Greg Campbell/AP Images)

6 de abril

4 de abril

3 de abril

Muitas das empresas mais bem-sucedidas dos EUA estão doando dinheiro, suprimentos e know-how para enfrentar a crise da Covid-19 dentro e fora do país.

Pessoa com máscara facial examinando tubo de ensaio (Sven Hoppe/aliança de imagens via Getty Images)
Fundos corporativos estão sendo disponibilizados para ajudar os cientistas a combater a Covid-19 (Sven Hoppe/aliança de imagens via Getty Images)

2 de abril

Pequenas empresas nos Estados Unidos fazem parte de uma mobilização nacional contra a Covid-19. Fabricantes de todo tipo de produtos, desde equipamentos esportivos a capas de barcos e uísques, alteraram a produção para fazer máscaras, protetores faciais e álcool em gel, a fim de desacelerar a propagação da doença.

Mulher de pé na frente de um barco enquanto usa máscara e protetor facial (© Rick Bowmer/AP Images)
Romy Humphries usa máscara e protetor facial no dia 26 de março na SugarHouse Industries, fabricante de capas e coberturas de barcos com sede em Utah (© Rick Bowmer/AP Images)

1 de abril

Ancorados em Los Angeles e Nova York, dois navios-hospitais da Marinha dos EUA estão recebendo pacientes civis. Sua presença faz parte da “abordagem ampla e de todos os EUA” por parte do governo para combater o surto de coronavírus.

Grande navio ancorado em porto ao nascer do sol (@Apu Gomes/AFP/Getty Images)
O navio-hospital USNS Mercy, ancorado em Los Angeles, tem capacidade para acomodar 1.200 integrantes de equipes médicas (@Apu Gomes/AFP/Getty Images)

31 de março

Soldados americanos e italianos realizam uma cerimônia para homenagear aqueles que morreram devido ao coronavírus (Tropa do Exército dos EUA na Itália/Maria Cavins)
Soldados americanos e italianos em uma cerimônia realizada em 31 de março em Vicenza, Itália, homenageiam aqueles que morreram devido ao coronavírus (Tropa do Exército dos EUA na Itália/Maria Cavins)

Veja como o financiamento dos EUA está fortalecendo a capacidade de resposta dos países ao novo coronavírus.”

Gráfico contendo ilustração de caminhão com a bandeira dos EUA e pessoas fazendo entrega de pacotes de ajuda humanitária (Imagens: © Shutterstock | Gráfico: Departamento de Estado)

30 de março

27 de março

O setor privado dos EUA está intensificando seus esforços contra a Covid-19 enquanto os EUA estão disponibilizando a cientistas ao redor do mundo os mais avançados supercomputadores que existem a fim de ajudar a enfrentar o coronavírus.

 Fotocomposição de homem organizando garrafas em uma mesa (© Litchfield Distillery) e sala de servidores de rede de computadores (Laboratório Nacional Oak Ridge/Carlos Jones)
À esquerda: David Baker, coproprietário da Destilaria Litchfield, enche frascos de spray com desinfetante para as mãos (© Litchfield Distillery) À direita: O Laboratório Nacional de Oak Ridge do Departamento de Energia dos EUA apresentou o Summit, o supercomputador científico mais poderoso e inteligente do mundo, em 8 de junho de 2018 (Laboratório Nacional de Oak Ridge / Carlos Jones)

26 de março

Dois cientistas, um americano e um francês que se encontraram através do programa de intercâmbio internacional J. William Fulbright, fazem parte de uma busca mundial para encontrar medicamentos existentes que possam ser usados ​​para tratar a Covid-19.

Fotocomposição mostra três cientistas em um laboratório, sorrindo para a câmera, e cientista segurando uma amostra e a examinando contra a luz (Fotos: cortesia)
À esquerda: Marco Vignuzzi (ao centro), pós-doutorando Ferdinand Roesch (de óculos, sentado) e técnico de pesquisa Thomas Vallet. À direita: Benjamin tenOever. (Fotos: cortesia)

24 de março

23 de março

20 de março

19 de março

Veja também: Cientistas americanos estão na vanguarda da corrida para criar novas vacinas, tratamentos e testes para a Covid-19. Uma nova lei dos EUA concede a eles mais de US$ 8 bilhões para realizar esse objetivo.

17 de março

12 de março

10 de março

Em fevereiro, os Estados Unidos prometeram gastar até US$ 100 milhões no combate do vírus da Covid-19 no exterior.

Gráfico com os dizeres: "Os EUA assumiram o compromisso de investir até US$ 100 milhões para combater a Covid-19 mortal" (Depto. de Estado)
(Depto. de Estado)

7 de fevereiro

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CCPD) já enviaram centenas de kits de teste para o novo coronavírus a países de todo o mundo e planejam enviar outros milhares de kits.

Em um corredor, profissionais de saúde usando trajes de proteção fazem anotações (© Feature China/Barcroft Media/Getty Images)
Em 4 de fevereiro, funcionários dos CCPD em Wuhan, China, examinam informações coletadas de pacientes que podem ter o novo coronavírus de 2019 (© Feature China/Barcroft Media/Getty Images)

6 de fevereiro

Grupos dos EUA têm enviado suprimentos médicos a fim de ajudar as pessoas que prestam assistência aos casos decorrentes do surto do novo coronavírus na China.

Um funcionário em pé e outro sentado em um veículo perto de caixas em um pálete e de uma aeronave (© UPS)
Empresas e organizações privadas dos EUA têm fornecido equipamentos à China para oferecer proteção contra o novo coronavírus (© UPS)