Os Estados Unidos estão enviando vacinas para três nações das ilhas do Pacífico, parte de mais de US$ 103 milhões em assistência para ajudar esses países a combater a Covid-19 e iniciar o caminho rumo à recuperação econômica.

No final de 2020 e início de 2021, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CCPD) distribuíram milhares de doses da vacina contra a Covid-19 da farmacêutica americana Moderna em Palau, nos Estados Federados da Micronésia e nas Ilhas Marshall.

“Estamos profundamente gratos”, disse David Panuelo, presidente dos Estados Federados da Micronésia, a autoridades americanas em uma reunião de dezembro* antes do recebimento das vacinas. “Saiba que estamos engajados em nossas relações visando uma região do Indo-Pacífico livre e aberta, e que esperamos fazer nossas vidas voltarem ao normal.”

A assistência relacionada à Covid-19 reflete as relações únicas e de longa data dos Estados Unidos com os três países. Por meio de acordos bilaterais chamados Pactos de Associação Livre, os Estados Unidos mantêm relações especiais com as Ilhas Marshall, os Estados Federados da Micronésia e Palau, incluindo colaboração em questões como segurança, recuperação de desastres e desenvolvimento econômico.

O apoio dos EUA no combate à Covid-19 não faz parte dos pactos, mas reflete a relação duradoura dos Estados Unidos com os três países.

Tuíte
Ministério da Saúde — República de Palau: Palau recebe lote inicial de vacinas da Moderna contra a Covid-19 advindas da Operação Warp Speed/CCPD dos EUA em 2 de janeiro de 2021. A administração da vacina terá início em 3 de janeiro de 2021. @MOHPalau

Em 29 de janeiro, Palau recebeu mais de 6 mil doses da vacina e mais de 3 mil pessoas foram inoculadas, de acordo com a Rádio Nova Zelândia. As campanhas de vacinação em massa estão em andamento nas Ilhas Marshall e nos Estados Federados da Micronésia.

Durante um evento on-line* com a Embaixada dos Estados Unidos em Kolonia, o médico Anthony Fauci, principal conselheiro médico do presidente Biden, disse à embaixadora dos EUA Carmen Cantor que alcançar “a imunidade de rebanho exigiria [um índice] de 70% a 85% de pessoas vacinadas”. Ele também disse que a vacina contra a Covid-19 da Moderna é segura e altamente eficaz.

“É algo excelente o que o governo dos EUA está fazendo por nós”, disse Jack Niedenthal, secretário de Saúde das Ilhas Marshall, à Rádio Nova Zelândia, ressaltando que os residentes do país estão recebendo vacinas ao mesmo tempo que os americanos. “Este é um grande dia para todos nós.”

* site em inglês