EUA, parceiros africanos e aliados fazem treinamento para combater o terrorismo

Soldiers clearing a room (Sgt. 1st Class Mary S. Katzenberger/US Army)
Soldados das forças especiais senegalesas treinando durante os exercícios de treinamento de Flintlock de 2019 (Exército dos EUA/Sargento da 1ª Classe Mary S. Katzenberger)

Dois mil soldados de 34 países estão encerrando o exercício anual Flintlock das Forças Armadas dos EUA em operações de combate ao terrorismo em Burkina Fasso e na Mauritânia.

O exercício, que este ano foi realizado de 18 de fevereiro a 1º de março, fortalece as relações entre civis e militares e oferece treinamento sobre legislação de conflitos armados e direitos humanos, disse o major-general Mark Hicks do Comando de Operações Especiais dos EUA. “Estamos no local a fim de fornecer segurança para que a governança e o desenvolvimento possam ocorrer”, disse ele.