EUA promovem liberdades e soberania no Indo-Pacífico

Cinco homens e uma mulher em pé ao redor de uma mesa, com bandeiras ao fundo (© Charly Triballeau/AP Images)
Durante uma reunião em 6 de outubro em Tóquio, o secretário de Estado dos EUA, Michael R. Pompeo, segundo a partir da direita, e os ministros das Relações Exteriores da Índia, do Japão e da Austrália prometeram apoio a uma ordem baseada em regras no Indo-Pacífico (© Charly Triballeau/AP Images)

Os Estados Unidos e seus parceiros internacionais defendem uma ordem livre e aberta baseada em regras na região do Indo-Pacífico.

Durante uma reunião ministerial Quad, ou Diálogo Quadrilateral sobre Segurança, em 6 de outubro, o secretário de Estado dos EUA, Michael R. Pompeo, se reuniu com representantes de três nações parceiras importantes e expressou forte apoio às liberdades básicas e à soberania nacional no Indo-Pacífico.

E ele contrastou essa abordagem com a intimidação do Partido Comunista Chinês contra países vizinhos.

“Todos nós buscamos um Indo-Pacífico livre e aberto, e nossas conversas visam alcançar esse bom resultado”, disse Pompeo durante a reunião em Tóquio com os ministros das Relações Exteriores do Japão, da Índia e da Austrália. “Como parceiros neste Quad, é mais importante agora do que nunca que colaboremos para proteger nosso povo e nossos parceiros da exploração, corrupção e coerção por parte do PCC.”

Líderes sêniores das quatro democracias se reúnem regularmente para discutir questões, que vão desde contraterrorismo, segurança marítima e cibersegurança ao desenvolvimento de infraestrutura transparente, promovendo o uso de redes de telecomunicações de quinta geração (5G) confiáveis ​​e respondendo à pandemia da Covid-19.

Seu compromisso com a ordem baseada em regras surge no momento em que a República Popular da China se envolve em um comportamento provocador nos Mares do Leste e do Sul da China, e vários países protestam, junto às Nações Unidas, contra as reivindicações marítimas ilegais da China no Mar do Sul da China.

Durante a reunião ministerial, membros do Quad afirmaram seu apoio à soberania das nações da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean) e à recuperação econômica da região após a pandemia da Covid-19.

“Nossas quatro nações acreditam em valores fundamentais comuns, como democracia, Estado de Direito e economia livre”, disse o ministro das Relações Exteriores japonês, Toshimitsu Motegi, durante a reunião ministerial*. “Acreditamos em ter uma responsabilidade regional, compartilhar o objetivo de fortalecer uma ordem internacional livre e aberta baseada em regras.”

* site em inglês