Todas as pessoas são irlandesas em 17 de março

O Dia de São Patrício, em que é realizado a festa em homenagem ao santo padroeiro da Irlanda, acabou integrando todas as etnias, não apenas os irlandeses. Algumas das suas tradições mais populares, agora celebradas em muitos países ao redor do mundo, começaram nos Estados Unidos.

O desfile de Nova York, realizado anualmente, é o maior e o mais extenso do mundo, com 200 mil participantes e quase 3 milhões de espectadores. Sua origem remonta ao dia 17 de março de 1762, quando um pequeno grupo de nova-iorquinos irlandeses seguiram em marcha até a estalagem de John Marshall. A observância mais antiga de que se tem notícia do Dia de São Patrício ocorreu em Boston no ano de 1737.

Pessoas participam de um desfile (© AP Images)
Soldados marcham pela Quinta Avenida em Nova York durante o desfile do Dia de São Patrício de 1948 (© AP Images)

Outras “tradições” famosas do Dia de São Patrício são uma novidade para muitas das pessoas que vivem na Irlanda, país em que até uma geração atrás, o feriado era comemorado exclusivamente como um dia de festa religiosa. De onde as pessoas tiraram a ideia de usar roupas verdes ou adicionar corante verde a rios e fontes? Ou de comer carne bovina em conserva e repolho? Novamente, a resposta está nos Estados Unidos.

Os americanos irlandeses têm uma história vibrante que tem origem na era colonial, como demonstram estes fatos demonstrados por historiadores e pelo Bureau do Censo dos EUA*:

  • Vinte e dois presidentes dos EUA têm raízes irlandesas. Andrew Jackson é o único presidente cujos pais nasceram na Irlanda.
  • Nove signatários da Declaração da Independência de 1776 eram imigrantes irlandeses ou descendentes de imigrantes irlandeses. George Washington, primeiro homem a ter um cargo comissionado na Marinha dos EUA, possuía um efetivo de mais de 20 generais de origem irlandesa durante a Guerra Revolucionária Americana.
  • Mais de 190 mil americanos nascidos na Irlanda lutaram na Guerra Civil de 1861 a 1865.
  • A Medalha de Honra do Congresso, a mais alta honraria militar dos EUA, foi concedida a 253 homens nascidos na Irlanda. Esse total equivale a mais do que o número de pessoas homenageadas nascidas em qualquer outra nação, exceto os Estados Unidos.
  • Mais de 34 milhões de americanos declaram ter ascendência irlandesa. Esse total equivale a sete vezes a população da própria Irlanda.
Mulher usa traje em homenagem ao Dia de São Patrício (© AP Images)
Mulher assiste à desfile em Savannah, Geórgia (© AP Images)

Nos Estados Unidos, existem 16 localidades cujo nome é Dublin, em homenagem à capital da Irlanda.

Nos EUA, o Dia de São Patrício se tornou uma oportunidade para todas as pessoas — irlandesas ou não — celebrarem e oferecerem sua própria interpretação do que significa “ser irlandês”. Como diz o ditado, todos são irlandeses no Dia de São Patrício.

* site em inglês