Octavia Spencer cumprimenta Katherine Johnson (NASA)
Durante uma recepção na Nasa, Octavia Spencer, à esquerda, que interpreta Dorothy Vaughan no filme “Estrelas Além do Tempo”, cumprimenta Katherine Johnson, considerada o “computador humano” da agência espacial (Nasa)

Hollywood fez muitos filmes sobre o espaço e a Nasa, mas nenhum se assemelha ao filme a seguir.

O novo filme “Estrelas Além do Tempo” (Hidden Figures, no original), que será lançado em 25 de dezembro nos EUA e com lançamento previsto para 23 de fevereiro de 2017 no Brasil, revela o trabalho de três mulheres afro-americanas que eram o cérebro por detrás das missões mais cruciais da Nasa.

Taraji Henson desempenha o papel de Katherine Johnson, um gênio da matemática natural da região rural da Virgínia Ocidental, que calculou as trajetórias para foguetes que conduziram os primeiros americanos ao espaço. Octavia Spencer e Janelle Monáe interpretam, respectivamente, as cientistas Dorothy Vaughan e Mary Jackson. Todas trabalharam no Centro de Pesquisas Langley no estado da Virgínia, à época segregado.

Michelle Obama (© AP Images)
“Não havia filmes como este quando eu estava crescendo”, declarou Michelle Obama durante uma exibição do filme “Estrelas Além do Tempo” (© AP Images)

“Estamos nos referindo ao fato de ser a primeira mulher em uma sala cheia de homens brancos em uma época em que isso não era comum”, disse Taraji. “Não acredito que muitas pessoas pudessem fazer isso. A coragem de simplesmente entrar naquela sala reflete sua valentia, sua tenacidade e sua genialidade”, afirmou Katherine Johnson.

Antes do lançamento histórico que o fez entrar em órbita em 1962, o astronauta John Glenn não confiava na matemática de um computador eletrônico até que Katherine pessoalmente verificou os cálculos do voo.

Michelle Obama disse que o filme “Estrelas Além do Tempo” demonstra o que é possível quando as pessoas acreditam em seu próprio potencial. “Como afirmou Katherine Johnson — e estas são as suas palavras: “Permaneça firme. Não importa qual seja o problema, ele pode ser resolvido.”