Pompeo: muitos países estão seguindo o exemplo do Chile

Dois homens sentados conversando (© Rodrigo Garrido/Reuters)
Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo (à esquerda), com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, em Santiago, Chile, em 12 de abril (© Rodrigo Garrido/Reuters)

Em sua viagem de quatro dias na América Latina visitando Chile, Paraguai, Peru e Colômbia, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ressaltou as mudanças extraordinárias vivenciadas no Chile desde sua transição pacífica para uma democracia em 1990.

O Chile alcançou um desempenho econômico forte e estável ao desenvolver um clima de investimentos acolhedor e transparente. O crescimento notável do Chile é sustentado por uma abertura ao comércio que o país promoveu por meio de acordos com economias que representam 85% do PIB mundial.

O Chile “reduziu a pobreza mais do que qualquer outro país latino-americano, de 36% no ano 2000 para menos de 9% hoje”, disse Pompeo a um público* de empresários e líderes governamentais chilenos em 12 de abril.

Escolhendo o caminho para o sucesso na América Latina

“Muitos países neste continente estão seguindo o exemplo do Chile”, afirmou Pompeu, destacando a prosperidade vivenciada por parceiros dos EUA na América Latina que abraçam a democracia e o livre mercado em contraste com aqueles que ainda estão sob o jugo de regimes autoritários, especialmente a Venezuela.

Gráfico compara Venezuela e Chile (Depto. de Estado/S. Gemeny Wilkinson)
(Depto. de Estado/S. Gemeny Wilkinson)

Conforme governos em toda a América Latina substituem modelos socialistas pelo capitalismo e adotam a transparência e o Estado de Direito em vez da corrupção, disse Pompeo, eles criam sistemas econômicos dinâmicos que vão perdurar por muitas gerações.

“Saibam que os Estados Unidos vão apoiá-los”, declarou.

* site em inglês