Os feriados muçulmanos de Eid Al Adha (“Festa do Sacrifício”) e Eid Al Fitr (celebração que marca o fim do Ramadã) serão adicionados ao calendário escolar das escolas públicas da cidade de Nova York, anunciou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, chamando a aprovação de “uma mudança que respeita a diversidade de nossa cidade”.

Por muitos anos, famílias muçulmanas da cidade de Nova York vinham solicitando o fechamento oficial das escolas em observação aos dois feriados. O prefeito, após discussões com autoridades municipais, declarou que o plano de fechar escolas para observar os feriados muçulmanos, bem como o Ano Novo Lunar, será levado adiante.

O sistema de ensino público da cidade é o maior dos Estados Unidos, com 1,1 milhão de estudantes. Entre 10% e 12% desses alunos são muçulmanos. As escolas da cidade já fecham em observação a alguns feriados cristãos (Sexta-feira Santa e Natal) e feriados judeus (Rosh Hashaná, Ano Novo, e Yom Kipur, Dia do Perdão).

© 2010 USPS طابع بريد بعنوان عيد مبارك
© 2010 USPS

Em um comentário ao jornal New York Daily News, de Blasio disse: “É complicado em termos de logística, calendário escolar e orçamento, mas é algo que eu quero fazer em um período razoável de tempo.”

“Hoje o prefeito Bill De Blasio, juntamente com a comunidade muçulmana americana, anunciará a adição oficial de Eid Al Adha & Al Fitr à programação de feriados das escolas de Nova York (Twitter:  @NYCSchools ), uma mudança que respeita a diversidade da nossa cidade”, postou Linda Sarsour, diretora-executiva da Associação Árabe-Americana de Nova York, em sua página no Facebook (em inglês)

“Isto é monumental pois a cidade de Nova York possui o maior sistema de escolas da rede pública do país com mais de 1 milhão de estudantes. As crianças muçulmanas nunca mais terão de escolher entre a sua religião e a sua educação. Hoje é um dia que entrará para a história. Fizemos isso para as nossas crianças e para as gerações vindouras. Obrigada, cidade de Nova York, por fazer com que eu tenha ainda mais orgulho de ser novaiorquina.”