Em 2 de outubro, a primeira-dama dos EUA, Melania Trump, levou para a África a sua campanha “Be Best” (Ser Melhor, em tradução livre), que apoia o desenvolvimento infantil. Ela visitou um hospital e abraçou uma criancinha depois de chegar a Acra, Gana, em sua primeira grande viagem internacional.

Em uma cerimônia animada no aeroporto, ela foi recebida pela primeira-dama de Gana, Rebecca Akufo-Addo, e presenteada com um buquê de flores por uma menina de 8 anos de idade, ambas usando o tradicional traje Kente. Bateristas se apresentaram, crianças em idade escolar acenaram bandeiras e dançarinas fizeram uma performance.

No Hospital Regional da Grande Acra, a primeira-dama americana distribuiu ursinhos de pelúcia e cobertores com o slogan de sua iniciativa “Be Best”, com o objetivo de melhorar a saúde emocional, social e física das crianças. Ela visitou uma clínica e a nova unidade de tratamento intensivo neonatal do hospital. Também segurou um bebê no colo e conversou com mães e funcionários do hospital.

Após a visita ao hospital, ela se reuniu para um chá com a primeira-dama de Gana.

A Casa Branca informou antecipadamente que a missão de Melania Trump é focar nos cuidados maternos e neonatais, na educação das crianças e “na profunda cultura e história entrelaçada em cada país africano, e como os Estados Unidos estão apoiando cada país na sua jornada rumo à autoconfiança”. A viagem de cinco dias da primeira-dama também inclui paradas no Malawi, no Quênia e no Egito.