Produza e conserve mais com agricultura inteligente para o clima

(USAID)

Com as mudanças climáticas alterando as estações de plantio e secando as fontes de águas subterrâneas, os agricultores do mundo todo precisam se adaptar.

“A relação entre mudanças climáticas e segurança alimentar é inegável”, observou o secretário de Estado, John Kerry, no Dia Mundial da Alimentação do ano passado. Os líderes mundiais concordam e criaram a Aliança Global das Nações Unidas para Agricultura Inteligente face ao Clima em setembro de 2014.

Os agricultores podem adotar medidas concretas para se adaptar já, implementando práticas inteligentes, como estas:

(Shutterstock)

Estratégias inovadoras de plantio

A diversificação e a rotação de culturas podem aumentar os lucros dos agricultores, maximizar o uso da terra e manter o solo saudável. Novas variedades são mais resistentes aos estresses relacionados com o clima, como seca, doenças e insetos.

Infraestrutura resiliente

A infraestrutura mantém os agricultores produtivos mesmo com as mudanças do clima. A irrigação apropriada pode significar colheitas maiores, enquanto o aumento da ventilação e da sombra pode melhorar a saúde dos rebanhos.

O envolvimento da comunidade é crucial: bancos de sementes podem garantir que todos os produtores locais tenham acesso às melhores variedades agrícolas adaptadas localmente.

SMAP, satélite da Nasa que observa a umidade do solo (Nasa)

Sistemas de apoio

Da Terra ao espaço, há inúmeras novas ferramentas para o agricultor interessado na agricultura inteligente para o clima. Dados meteorológicos via satélite podem manter os produtores um passo à frente, planejando o uso da terra da próxima estação.

Em terra, as comunidades podem planejar sistemas de armazenamento e transporte de alimentos para minimizar o desperdício de alimentos, problema responsável por mais de 3 bilhões de toneladas a mais de dióxido de carbono todos os anos, segundo a National Geographic Society. E com as mudanças climáticas alterando os padrões climáticos, o seguro de colheitas pode proteger os agricultores contra perdas econômicas devastadoras.

Os governos podem incentivar essas práticas inteligentes. Mais recursos para pesquisa e resiliência podem ajudar os agricultores a prosperar.

Participe da conversa no Twitter em 16 de outubro no Dia Mundial da Alimentação com a hashtag #WFD2015*. Você pode saber mais sobre a Aliança Global das Nações Unidas para Agricultura Inteligente face ao Clima*.

*site em inglês