Relatório indica o aumento de protestos em favor da democracia na Venezuela

O ativismo político visando restaurar a democracia na Venezuela continua muito forte, de acordo com um novo relatório*.

A ONG Observatório Venezuelano de Conflitos Sociais contabilizou quase o dobro de manifestações de rua durante o primeiro semestre de 2019, semelhante ao mesmo período do ano anterior.

Além de protestar contra a erosão da democracia, os venezuelanos saíram às ruas com outras reivindicações.

Fotos de manifestação com gráficos sobrepostos que demonstram o crescente número de protestos na Venezuela e as reivindicações mais frequentes (Depto. de Estado/Fotos: © Leonardo Fernandez/AP Images)

A corrupção e a má gestão por parte do antigo regime de Maduro provocaram um blecaute e a escassez generalizada de alimentos e remédios. Segundo a Agência da ONU para Refugiados, 3,4 milhões de venezuelanos já foram deslocados, e outros milhões estão sofrendo de desnutrição.

O governo Trump respondeu à crise venezuelana trabalhando nos âmbitos político e econômico a fim de isolar o antigo regime ilegítimo. Os Estados Unidos também forneceram quase US$ 256 milhões em ajuda humanitária, econômica e de desenvolvimento para países que estão apoiando os venezuelanos deslocados.

* relatório em espanhol