Síria

Mulher sentada segurando no colo uma criança que dorme (© AP Images)

Protegendo as minorias religiosas e étnicas das atrocidades do Estado Islâmico

A comunidade internacional se reunirá para discutir maneiras de proteger as minorias religiosas e étnicas, cujos países de origem são ocupados pelo EI.
Enroladas em cobertores, uma refugiada e uma criança caminham na praia (© AP Images)

EUA atingirão a meta de refugiados sírios de 2016

O governo Obama está no caminho certo para alcançar sua meta, definida em setembro de 2015, de reassentar 10 mil refugiados sírios nos Estados Unidos.

Os EUA renovam o compromisso de ajudar o mundo a pôr...

Conselho de Prevenção de Atrocidades monitora ameaças mundiais a civis, adota medidas p/ prevenir atrocidades e, se a prevenção falhar, busca uma solução.

Os EUA têm uma nova arma para combater o tráfico do...

Uma nova lei dos EUA ajudará a impedir que os tesouros sírios adentrem os mercados americanos de arte e antiguidade.

Refugiado sírio é convidado de honra no discurso sobre o Estado...

Refaai Hamo, refugiado sírio e viúvo, foi convidado a estar presente como convidado especial no último discurso do presidente Obama sobre o Estado da União.

Todos os dias, americanos comuns ajudam refugiados sírios a encontrar uma...

Refugiados iraquianos e sírios estão recebendo assistência de americanos comuns por meio de doações, ajuda nos países e auxílio para se adaptarem em suas novas casas.

Esforços da coalizão global enfraquecem o Estado Islâmico no Iraque e...

Estado Islâmico (EIIS/EIIL ou Daesh, acrônimo em árabe do EI) se encontra na defensiva, e os ataques aéreos da Operação Determinação Inerente continuam a infligir baixas em terroristas no Iraque e na Síria.

A Síria ainda precisa da sua ajuda

O escopo da crise na Síria — com quase 4 milhões de refugiados fora das suas fronteiras e 12,2 milhões dentro do país— requer a atenção do mundo.

Trabalhadores humanitários são alvos de terrorismo na Síria e no Iêmen

Terroristas, incluindo os do Daesh (Estado Islâmico, EIIL), continuam a atacar trabalhadores humanitários. Os EUA condenam os recentes assassinatos na Síria e no Iêmen.